(11) 2500-0123 | (11) 94150-1718 ragomes@uol.com.br

Cálculo Renal

Toda pessoa que sofre uma cólica renal provocada por cálculos (litíase renal) precisa ser submetida a uma boa avaliação metabólica depois de resolvido o episódio doloroso para detectar as possíveis causas formadoras da pedra e adotar as condutas medicamentosas e dietéticas necessárias, visando minimizar ou impedir a formação de novos cálculos. A atuação médica não deve se restringir apenas ao momento da dor.

O excesso de sal e o consumo de líquidos em pouca quantidade são dois dos principais fatores causadores de cálculo renal. A alta ingestão de proteína animal, a obesidade, o sedentarismo e algumas doenças como diabetes e gota também podem favorecer o desenvolvimento de pedras nos rins. Para identificar o cálculo, é preciso fazer exames de imagem, mas na maioria das vezes o caso só é descoberto quando as dores aparecem, na forma da terrível cólica renal.

Para os cálculos pequenos (menores que 5 mm) a chance de eliminação espontânea é de quase 70%; para os maiores, é necessária intervenção médica. Na maioria das pessoas, a doença é reincidente porque os hábitos continuam os mesmos.

Como evitar os Cálculos Renais?

Adotar alguns hábitos saudáveis pode ajudar a prevenir os temíveis cálculos renais, as conhecidas pedras nos rins. Confira abaixo o que você pode fazer para evitá-las:

  • Beber de dois a três litros de água por dia;
  • Diminuir a quantidade de sal na alimentação;
  • Comer de três a quatro porções de frutas ao dia, especialmente as cítricas, como laranja, tangerina, melão e suco de limão;
  • Não se esquecer de acrescentar legumes e verduras nas suas refeições;
  • Consumir leite e derivados normalmente. Eles não são os responsáveis por cálculos renais;
  • Preferir alimentos integrais, pois as fibras ajudam no funcionamento do intestino e, indiretamente, previnem cálculos;
  • Comer carne vermelha, peixe, frango, ovos, sem exageros. O excesso de proteínas aumenta chance de cálculos renais;
  • Não usar suplementos de vitaminas ou minerais, mesmo a vitamina C, sem a prescrição de um médico. O excesso pode levar à formação de cálculos;
  • Evitar consumo excessivo de refrigerantes, bebidas achocolatadas, chocolate, chá preto, chá mate ou verde, espinafre, nozes, mariscos e frutos do mar;
  • Praticar uma atividade física regularmente.

Se você já teve ou tem cálculo renal é importante se manter bem hidratado e seguir essas orientações para diminuir as chances de formação de novos cálculos. No entanto, o ideal é fazer um acompanhamento com um médico nefrologista.

 

Entre em Contato

VOCÊ TEM DÚVIDAS SOBRE NEFROLOGIA? FALE CONOSCO AGORA.