(11) 2500-0123 | (11) 94150-1718 ragomes@uol.com.br

Diabetes

O que é um Diabetes?

O Diabetes Mellitus, conjunto variado de doenças que se configuram por aumento da glicose no sangue, é uma das maiores causas de doença renal com necessidade de diálise. Tal doença tem atingido proporções alarmantes, em virtude do aumento paralelo da obesidade, do envelhecimento populacional e dos avanços terapêuticos. É responsável por consideráveis aumentos no risco de um adulto desenvolver insuficiência renal crônica. Aproximadamente 25% das pessoas com diabetes tipo I e 5 a 10% dos portadores de diabetes tipo II desenvolve insuficiência nos rins.

Qualquer pessoa com diabetes (tipo I ou II) corre o risco de desenvolver doença renal. A nefropatia diabética se manifesta após vários anos depois de o paciente contrair diabetes. A doença nos rins não apresenta sintomas precoces. Além de invisível, o processo de danificação dos rins é irreversível e pode progredir até converter-se em insuficiência renal crônica terminal.

Estudos apontam que um em cada onze adultos do planeta tinha diabetes, em 2016, segundo artigo publicado nas Revistas Kidney International e Jornal Brasileiro de Nefrologia, ambos de 2019. Ainda,segundo este artigo, 80% dessas pessoas diabéticas residiam em países de média e baixa rendas, o que dificultou o acesso adequado aos serviços de saúde e aos melhores tratamentos.

O diagnóstico da doença não é complexo. Pode ser detectado por meio de testes simples que pesquisam a presença de açúcar na urina ou que avaliam a quantidade desta substância no sangue. Contudo, o diagnóstico deve ser comprovado através do exame laboratorial de sangue (glicemia). Tais pacientes precisam ser acompanhados inicialmente pelo médico clínico e, conforme necessário, encaminhados ao médico nefrologista.

Atualmente, já existem disponíveis no mercado várias medicações modernas para o controle do diabetes e a redução de suas complicações cardiovasculares e renais, de maneira significativa.

Se você é diabético, converse com seu médico, se não é, verifique como está o seu metabolismo da glicose.

 

Entre em Contato

VOCÊ TEM DÚVIDAS SOBRE NEFROLOGIA? FALE CONOSCO AGORA.