(11) 2500-0123 | (11) 94150-1718 ragomes@uol.com.br

Doença Renal

Entendendo características da Doença Renal

Quando a doença renal é detectada nos estágios iniciais, ela pode ser total ou parcialmente revertida, evitando tratamentos mais complexos, como hemodiálise ou transplante de rim. No entanto, como a progressão da doença é muitas vezes assintomática, o doente geralmente recorre ao médico tardiamente, quando não há qualquer possibilidade de recuperação. Portanto, principalmente os indivíduos pertencentes aos grupos de risco para DRC (diabéticos, hipertensos, idosos, obesos, portadores de cálculos, entre outros), devem ficar sempre atentos aos rins, fazendo avaliações periódicas.

Sinais da Doença Renal

Dez situações que podem causar ou ser um sinal/sintoma de doença renal ou das vias urinárias:

1. Pressão alta;
2. Diabetes mellitus;
3. Dificuldade e/ou dor para urinar;
4. Urinar muitas vezes, especialmente à noite;
5. Urina com aspecto sanguinolento; escurecida ou com muita espuma;
6. Inchaço ao redor dos olhos e/ou nas pernas;
7. Dor lombar, que não tem relação com os movimentos ou posição do corpo;
8. Histórico de pedras nos rins;
9. Uso frequente e prolongado de remédios anti-inflamatórios;
10. Histórico de infecção urinária de repetição, especialmente na infância.

Se você se identificou com alguma dessas, converse com seu médico.

Diagnóstico da Doença Renal

Para saber como anda a sua função renal e para saber se você tem uma doença renal crônica, é fundamental que conheça estes parâmetros que eu explico abaixo:

1. Creatinina Sérica: é um produto residual em seu sangue, proveniente do metabolismo muscular. Normalmente, é removida pelos rins. Se a função renal diminui, o nível de creatinina aumenta. Com o exame de creatinina, o médico pode usar os resultados para calcular a sua função renal;

2. Taxa de Filtração Glomerular (TFG): ela indica a quantidade de função renal que você possui. Pode ser estimada a partir do seu nível de creatinina sérica. O normal é estar acima de 90 ml/min. Valores mais baixos indicam a queda da função renal. Se a sua TFG cai abaixo de 60 ml/min, é recomendável que você inicie um acompanhamento com um médico nefrologista. Uma TFG abaixo de 15 ml/min indica que você está na fase de insuficiência renal severa e que precisará de tratamento com diálise ou transplante em breve;

3. Albumina na Urina: o excesso da albumina na urina, que é uma proteína, também é um marcador de doença renal crônica. Essa quantidade pode ser medida com precisão através de um exame de urina feito em laboratório.

Entre em Contato

VOCÊ TEM DÚVIDAS SOBRE NEFROLOGIA? FALE CONOSCO AGORA.